fbpx

Como funciona uma campanha de tráfego pago?

Todos os dias, empresas pensam em novas estratégias que resultem no aumento de suas vendas, encontrando nas estratégias de marketing digital um grande diferencial de mercado. Por isso que, atualmente, a maioria das marcas e empresas – por menores que sejam – estão presentes nas redes sociais, possuem sites, etc. E dentro das várias estratégias que podem ser adotadas, o tráfego pago é uma das que possui maior potencial de trazer resultados a curto prazo. E é sobre elas que falaremos, então se você quer entender mais sobre ela, continue a leitura.

O que é tráfego pago?

Quando falamos de tráfego pago, diz respeito a anúncios publicitários em várias plataformas cujo objetivo é levar as pessoas até o seu site. Ou seja, para funcionar ele depende de algum investimento financeiro.

Embora seja possível alavancar resultados com estratégias de longo prazo como e-mail marketing e SEO, o tráfego pago é uma ótima alternativa para quem deseja uma solução a curto prazo ou para ações mais pontuais.

Principais plataformas/canais

Como já adiantamos, a estratégia de tráfego pago se constitui de anúncios em diversas plataformas. Estes anúncios são feitos de forma que sejam direcionados de acordo com vários critérios que se alinham a persona que seu negócio quer atingir.

E são várias as plataformas ou canais que disponibilizam esse serviço, as principais são:

  • Google Ads;
  • Facebook Ads;
  • Anúncios no YouTube;
  • Instagram Ads;
  • LinkedIn Ads.

É importante dizer que investir em todas em simultâneo, pode não ser a melhor escolha, você deve entender bem o seu cliente a ponto de saber qual delas é a que trará mais retorno.

Direcionamento

Tão importante quanto entender a sua persona e conhecer as plataformas, é saber para onde levar todas as pessoas que o tráfego trará. Por isso, uma das primeiras coisas a pensar é: qual o meu objetivo?

Alguns exemplos:

  • inscrições em um curso;
  • aumentar vendas de um produto ou seção específica do meu site;
  • pedido de orçamentos;
  • entre outros.

O importante é que você o direcione para uma ação concreta e gere resultados imediatos logo após o clique.

Métricas de tráfego pago

Não adianta você investir dinheiro em uma ação e não ter como mensurar se ela está dando certo ou não, por isso, você deve conhecer algumas das principais métricas usadas:

  • CPC: custo por Clique no anúncio;
  • CPA: custo por Aquisição.
  • CTR: % de pessoas que clicaram no anúncio em relação a quantas pessoas viram o anúncio.
  • Conversões: quantidade de pessoas que fizeram o que você queria: – Cadastro, Entrou em Contato, Comprou, etc.
  • Alcance: quantas pessoas diferentes viram o anúncio ou apareceu em suas telas.
  • Impressões: considera o total de apresentações que seu anúncio aparece, mesmo uma pessoa vendo mais de 1 vez, contará quantas vezes apareceu no total, diferente do alcance.
  • ROI: retorno sobre o investimento.
  • ROAS: retorno sobre o anúncio.

Todas elas ajudam a entender se a sua estratégia de tráfego pago está sendo bem sucedida ou não. Por isso, deve-se fazer avaliações dessas métricas periodicamente de acordo com cada estratégia.

Pago e orgânico: um dupla perfeita

Saber combinar estratégias de tráfego orgânico e pago é praticamente uma arte, mas quando bem feitas uma ajuda a puxar o resultado da outra.

E como isso acontece? Bem, vamos pensar em cada uma separadamente:

  • Redes sociais, blog posts, materiais informativos, usando as técnicas de SEO ajudam a estabelecer um “diálogo” com o seu potencial consumidor no qual ele enxerga na sua empresa uma fonte de solução para um problema que ele tem.
  • Já os anúncios de tráfego pago apresenta mais diretamente ao seu consumidor qual a solução daquele problema (por meio de uma oferta, serviço ou produto), chamando-o para a ação que você deseja.

Consegue perceber como um completa o outro?

Você deve investir?

Bem, com sinceridade, a cada dia as plataformas dificultam mais a vida de quem não anuncia em suas plataformas, reduzindo o alcance das postagens em redes sociais, por exemplo.

Isso não quer dizer que uma estratégia de tráfego orgânico (baseada em SEO) não seja efetiva, muito pelo contrário, ela pode trazer ótimos resultados, porém isso exige mais tempo. Já o tráfego pago pode gerar resultados mais rápidos.

No final, a decisão sobre investir ou não depende da sua estratégia e dos seus objetivos para o negócio.

Como gerar tráfego pago de qualidade?

Apesar de “tecnicamente simples” impulsionar uma publicação no Instagram pode acabar fazendo você jogar dinheiro fora.

Pense um minuto: não é somente você que está tentando atingir os consumidores, existem muitas empresas por aí investindo em tráfego pago e contando com especialistas nesse assunto, o que faz com elas tenham uma vantagem por terem estratégias mais focadas e com real retorno de investimento.

Uma empresa especialista de tráfego pago tem:

  • capacidade para analisar o comportamento dos consumidores;
  • pode definir um budget para campanha;
  • fazer um planejamento de onde e como esse orçamento será usado;
  • acompanhamento contínuo das campanhas em andamento e suas métricas;
  • fazer distribuição do conteúdo de maneira estratégica e em canais que façam sentido para o cliente.

Depois de tudo o que expomos aqui, você já deve entender o valor do tráfego para o marketing digital e para os resultados da sua empresa. Por isso, procure quem entende do assunto.

Quer saber se está no momento de contratar uma agência de marketing digital? Clique aqui e faça um teste!