fbpx

Mesmo com o retorno das atividades presenciais não podemos negar que o comércio eletrônico veio para ficar. Segundo dados da Mastercard SpendingPulse, um importante indicador de vendas no varejo, o e-commerce brasileiro apresentou um crescimento de 75% em 2020 se comparado ao ano anterior. Esse crescimento é, claramente, efeito direto da pandemia. Por outro lado, o consumidor agora se sente mais confiante e confortável em realizar suas compras online uma vez que os sites estão apresentando o maior índice de segurança e as marcas estão cada vez mais adaptadas ao digital. porém, muitas empresas, Principalmente as menores, ainda cometem vários erros quando assunto é cuidar da própria loja virtual . Então, trouxemos algumas dicas que vão ajudar você no gerenciamento do e-commerce da sua marca.

Em primeiro lugar conheça seu público

A gente sabe que a internet é um lugar no qual você pode falar para praticamente todo mundo. Mas isso não quer dizer que todo mundo que está na internet é público alvo do seu produto. Então, a primeira pergunta que você tem que fazer é: você gerencia o seu negócio para quem?

Conhecer o seu público, saber quem é a sua audiência, faz com que você possa fazer campanhas personalizadas. Também ajuda a adequar o seu posicionamento e criar um senso de comunidade entre a sua marca e o público. Isso também faz com que você saiba exatamente quais produtos oferecer. E, ainda, quais são os serviços e comunicações mais relevantes para aquelas pessoas a quem você deseja atender.

Seja organizado também no digital

Pode parecer óbvio pedir organização da pessoa responsável pelo gerenciamento do e-commerce de uma empresa, mas não é. Acontece que, uma vez que todos os processos digitais de uma empresa são concentrados em um só computador, as pessoas acabam confiando demais na capacidade de suas máquinas. Então elas acabam deixando a organização dos arquivos em segundo plano. Quem nunca ligou um computador e encontrou área inicial cheia de links e atalhos desordenados? E mais: perdeu um tempo importante procurando onde estava aquele material que você precisava urgente?

Só que quando você cria um processo de organização para seus arquivos, você perde menos tempo procurando por aquele material que você tanto precisa. Isso sem contar no fato de que outras pessoas podem também conseguir encontrar aquela planilha ou arquivo no computador, sem precisar ficar perguntando o tempo todo ao responsável. Por fim, nunca esqueça de fazer backups periódicos ou salvar os arquivos na nuvem. Afinal, por melhor que seja o seu computador ele pode quebrar do nada. E você pode perder arquivos essenciais ao funcionamento da sua loja virtual.

Não descuide do estoque nem da logística

Uma vez que boa parte das suas demandas são digitais, cuide para não acabar se descuidando da parte física da coisa. Ou seja, esteja sempre atento para o controle de estoque da sua empresa. Afinal, nada mais frustrante para um consumidor do que comprar um produto, e só depois descobrir que ele estava em falta no estoque. Por isso, esteja sempre verificando e conferindo a disponibilidade do seu estoque. E se você gerencia um e-commerce de uma loja que também vende de forma física, fique atento para que o estoque de uma categoria não fique zerado enquanto na outra haja peças sobressalentes. Neste caso, o ideal é centralizar o estoque das duas modalidades.

Uma vez organizado o seu estoque, é importante também cuidar da logística, ou seja, garantir a entrega do produto. Para começar, você deve ser ágil no dia a dia do seu e-commerce. Fique atento para que os pedidos sejam faturados logo após serem realizados pelo seu Marketplace. Uma vez confirmado o pagamento confirme que sua equipe está preparando o pedido e encaminhando mesmo a transportadora ou aos Correios no menor tempo possível.

Busque parceiros confiáveis

Quando uma compra dá errado, o cliente sempre culpa a loja, independente se o erro foi do fornecedor, do atendimento, ou mesmo da empresa de pagamentos. Por isso, é importante ter em mente que uma equipe na qual você possa confiar, de ponta a ponta, essencial para o gerenciamento do e-commerce da sua marca.

Esse relacionamento começa na escolha dos fornecedores dos produtos, que devem ser confiáveis e garantirem sempre a entrega do que for necessário dentro do prazo pré-estabelecido, sem atrasos. Ele passa, ainda, pela escolha dos funcionários, que também devem estar envolvidos nos processos da sua empresa e saberem desempenhar seus papéis. Por fim, ele segue até a transportadora que você selecionou para entrega dos seus produtos. Tudo isso deve ser escolhido com cautela e sempre priorizando a qualidade da entrega dos serviços oferecidos e a melhor experiência do usuário da sua marca.

Seja crítico

Uma grande tendência entre os donos de lojas virtuais é se “apaixonar” pela própria loja. E, com isso, perder a capacidade crítica de olhar para ela. Mas é preciso se perguntar: você compraria na sua própria loja? O estilo da sua loja é agradável aos olhos? Você acha ela bonita? É fácil de navegar por ela e você encontra tudo com facilidade? Essas são apenas algumas das perguntas que você deve fazer na hora de analisar criticamente o seu e-commerce.

Outro aspecto a ter em vista – e talvez o mais essencial – seja: você se sente seguro comprando na sua loja? Hoje em dia um dos principais motivos para o abandono de carrinho, ou seja, o cliente não finalizar a compra, é a insegurança do mesmo na hora de colocar os dados de pagamento. Então, investir na segurança do seu marketplace é algo obrigatório e se os aspectos visuais não estão agradando, não pense duas vezes e contrate uma reformulação geral

O gerenciamento do e-commerce da sua empresa é uma atividade multitarefa e que requer compromisso, mas quando bem realizada, traz bons resultados para você e sua marca. Principalmente se aliada a uma estratégia de marketing digital bem planejada e executada por profissionais qualificados. Acompanhe nosso Instagram para mais dicas sobre e-commerce, marketing digital e mais. Descubra tudo o que a 2DT Digital pode fazer pela sua marca!