Analisar métricas é essencial. Afinal, ser data driven é importante para justificar suas ações, garantindo que seu negócio está no rumo ideal. Porém, quais são as métricas que você analisa no seu dia a dia?

A verdade é que você já deve ter ouvido muito falar que precisa analisar métricas. Porém, o mais importante é entender o que é o porquê. Não adianta muito olhar métricas por olhar, já que os números, por si só, são apenas isso. O ideal é que eles façam parte de um contexto, trazendo insights relevantes para sua marca.

Então, continue lendo o post e entenda quais as métricas você analisa no seu dia a dia para obter os melhores resultados.

Algumas das principais métricas de inbound marketing

A vantagem do Inbound Marketing, e do marketing digital em geral, é uma facilidade para analisar os resultados. É possível acompanhar e comparar um grande número de dados, com métricas bem relevantes.

Por exemplo, as métricas de custo. Tudo custa dinheiro, inclusive adquirir clientes. Portanto, uma métrica importante é a CPL, ou Custo por Lead. É uma métrica importante de observar, pois se você está gastando muito por um ticket médio baixo, pode estar até perdendo dinheiro.

Outra métrica de custo importante é o ROI, o Retorno Sobre o Investimento. O nome deixa bem claro seu objetivo, reconhecer o quanto cada campanha gera de retorno financeiro, comparado ao que foi gasto.

Sem relação direta com o custo, uma das métricas mais importantes no inbound é a taxa de conversão. Ou seja, o percentual de pessoas atingidas com uma ação que, de fato, fizeram a ação seguinte do processo. No caso do inbound, você terá diversas taxas, para cada produto e etapa da jornada. O ideal, é comparar o maior número delas quanto possível.

Estas são algumas das principais taxas do Inbound. Quer conhecer mais como usá-las para otimizar seu processo de venda? Então, confira o e-Book completo sobre o assunto e descubra!

Os cuidados ao analisar as métricas

Um dos maiores perigos ao analisar as métricas é um certo cuidado com as métricas de vaidade. Por exemplo, imagine um blog que tem 1 milhão de acessos por mês. Isso é um grande número, mas é para isso que ele existe?

Toda e qualquer métrica precisa estar alinhada com o seu objetivo. Então, se o seu blog é uma ferramenta de branding, que só existe para reforçar a presença da marca na cabeça das pessoas, 1 milhão de acessos por mês é um ótimo número.

Mas, se ele faz parte da estratégia de inbound, se transformando em um canal para gerar leads ou vendas, este número, por si só, é vazio. Qual é a taxa de conversão? Qual é o retorno do investimento? Qual é o custo por lead?

O ideal é, durante o planejamento das estratégias, definir quais são as métricas que você vai medir e observar. É sempre o seu objetivo que vai ditar quais são as prioridades. Além disso, é preciso entender que não existe a “métrica perfeita”. Normalmente, uma situação pede uma combinação de métricas específicas.

Uma das maiores vantagens do marketing digital e do Inbound é a facilidade em medir resultados. Porém, é preciso pensar bem como tirar o máximo desta característica, de modo a trazer informações valiosas sobre seu negócio.